SEGURA CONTABILIDADE

SEGURA CONTABILIDADE

CNPJ para fisioterapeuta: vale a pena?

Vale a pena ter CNPJ para fisioterapeuta?

Se você quer saber se vale a pena ter um CNPJ para fisioterapeuta, confira a resposta em nosso artigo a seguir!

O CNPJ para fisioterapeuta é uma opção para o profissional que quer se formalizar. Mas será que vale a pena? 

Neste artigo, vamos mostrar se o CNPJ para fisioterapeutas vale a pena. Acompanhe! 

Quais são as vantagens de ter um CNPJ para fisioterapeuta? 

CNPJ é a sigla para Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, o número que identifica uma empresa perante a Receita Federal e outros órgãos públicos. 

Ter um CNPJ significa que você tem uma empresa formalizada, que emite notas fiscais, contrata funcionários e tem acesso a créditos.

Portanto, ter um CNPJ para fisioterapeuta pode trazer diversas vantagens para o seu negócio, tais como:

  • Credibilidade: 

Você demonstra que é comprometido com sua atividade, o que pode atrair mais clientes e parceiros.

  • Menor carga tributária:

Dependendo do regime tributário que você escolher, poderá pagar menos impostos do que como pessoa física. Essa é uma oportunidade de aumentar também a sua lucratividade.

  • Facilidade para emitir notas fiscais: 

Ao ter um CNPJ, você pode emitir notas fiscais eletrônicas de forma rápida e prática. Isso facilita o controle financeiro e a prestação de contas.

  • Maior acesso a crédito: 

Tendo um CNPJ, você pode solicitar empréstimos e financiamentos com melhores condições e taxas de juros, o que pode ajudar a investir no seu negócio.

  • Maior possibilidade de expansão: 

Com um CNPJ para fisioterapeuta, você consegue abrir filial, contratar funcionários e outras oportunidades de crescimento.

Quais são as desvantagens de ter um CNPJ para fisioterapeuta?

Tudo tem vantagens e desvantagens, e ter um CNPJ para fisioterapeuta também pode trazer algumas desvantagens, tais como:

  • Maior burocracia: 

Com um CNPJ, você precisa cumprir uma série de obrigações legais. Alguns exemplos são abrir uma conta bancária específica, emitir notas fiscais, pagar impostos, enviar declarações, entre outras.

  • Maior custo fixo: 

Ao ter um CNPJ, você precisa arcar com alguns custos fixos, como contador, taxas, aluguel, luz, água, internet, telefone, entre outros.

  • Maior responsabilidade: 

Ao ter um CNPJ, você assume uma maior responsabilidade perante os seus clientes, fornecedores e funcionários.

Mas, afinal, ter um CNPJ para fisioterapeuta vale a pena?

Bom, após apresentarmos as vantagens e desvantagens, vem a pergunta: vale a pena ter um CNPJ para fisioterapeuta? E a resposta é SIM!

Vale totalmente a pena possuir um CNPJ, já que você consegue ter uma conta própria para o negócio, emitir notas fiscais e passar credibilidade. Além disso, se parar para analisar melhor, a carga tributária é bem menor. 

Como abrir um CNPJ para fisioterapeuta?

Para abrir um CNPJ para fisioterapeuta, você precisa seguir alguns passos:

1 – Escolha da natureza jurídica

Você pode optar por uma Sociedade Limitada Unipessoal (SLU), que é uma empresa individual, ou por uma Sociedade Limitada (LTDA), que é uma empresa com sócios.

2 – Escolha do código CNAE

O CNAE é a Classificação Nacional das Atividades Econômicas, é o código que define qual a ocupação do seu negócio. No caso do fisioterapeuta, o CNAE principal é o 8650-0/04, porém você também pode escolher códigos secundários.

3 – Definição do porte da empresa

O porte da empresa pode ser:

  • Microempresa (ME), se o seu faturamento anual for de até R$ 360 mil;
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP), se o seu faturamento anual for de até R$ 4,8 milhões.

4 – Escolha do regime tributário

Você precisa escolher o regime tributário que mais se adequa ao seu negócio. As principais opções são o Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.

5 – Protocolo da documentação na Junta Comercial e solicitação do registro no CNPJ

Protocole a documentação da sua empresa na Junta Comercial do seu estado e solicite o registro do CNPJ junto à Receita Federal — o órgão que emite o número do seu CNPJ.

6 – Solicitação dos licenciamentos necessários

Por fim, basta solicitar os licenciamentos necessários para a sua atividade, como o alvará de funcionamento e Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO).

Tenha segurança em seu negócio: conte com a Segura Contabilidade!

Você acabou de ver que ter um CNPJ para fisioterapeuta vale a pena. Além disso, também descobriu o passo a passo para abrir o seu CNPJ. 

Contudo, é importante que você tenha ajuda especializada para te auxiliar nesse processo. E, para isso, você pode contar com a Segura Contabilidade!

Atuando desde 1986, temos a expertise que você precisa para não ter dor de cabeça com a burocracia. Então não precisa se preocupar, entre em contato conosco para te ajudar!

DESCOMPLIQUE SUA PROFISSÃO COM O CNPJ*

5/5 - (1 vote)

Compartilhe esta postagem

Recomendado só para você
CNPJ para Psicólogo: conheça os benefícios e como abrir o…
Cresta Posts Box by CP
× Fale agora com um consultor!